O QUE FALAMOS

Talent Based Coaching

Crescimento através dos seus pontos fortes Closeup of weightlift workout at the gym with barbell.

Um dos primeiros passos no processo de coaching tradicional é a identificação dos gaps de competência do coachee, sobre os quais ele se debruça com o apoio do coach ao longo das sessões. A premissa é que se as fraquezas forem superadas, os entraves que separam a pessoa dos seus objetivos caem e, a partir daí, as coisas têm maior chance de fluir.

Parece tudo muito lógico, mas o estudo da busca pela excelência, mostra que existe uma fratura comprometedora nessa abordagem. Os grandes vencedores na esfera profissional, esportiva ou pessoal não são aqueles que concentram seus esforços em corrigir defeitos, mas os que focam a atenção e energia em alavancar suas potencialidades. É como já foi dito: “Melhorar fraquezas te impede de fracassar. Investir nas forças te faz prosperar”. Por isso, um processo de coaching tem muito mais chance de dar certo quando começa com a identificação das aptidões do coachee. Essa é a proposta do Coaching Baseado em Talentos na qual acreditamos. Desenvolvida pelo Clifton Strengths Center do Gallup com base em mais de 50 anos de pesquisa, a ciência dos pontos fortes vem ajudando milhões de pessoas em todo o mundo na descoberta do que elas fazem de melhor, para a partir daí definir estratégias eficazes que as levem ao encontro de suas metas.

Tudo começa com um processo de avaliação de talentos através de uma metodologia extremamente robusta estatisticamente. Nessa fase o coachee toma consciência de quais são suas predisposições naturais em termos de sentimento, pensamento e comportamento. A seguir, ele é incentivado a valorizar tais talentos, percebendo a presença deles em seu cotidiano, além de explorar novas possibilidades de utilização produtiva dessas suas inclinações automáticas. Com base nessa fase inicial de reconhecimento e valorização das próprias forças, o coachee passa a estar preparado para extrair o máximo do coaching, quando é estabelecido o objetivo, e o plano de ação para o seu atingimento. Plano esse que é elaborado a partir das ideias do próprio coachee, estimulado por perguntas colocadas com precisão pelo coach, que funciona como um provocador e catalisador do potencial criativo do primeiro.

Uma das grandes virtudes do coaching é o acompanhamento desse plano de ação, quando o coach tem o papel fundamental de estimular a implementação de cada passo, discutindo eventuais fatores que estejam inibindo sua consecução e encontrando saídas para que o processo flua satisfatoriamente. Aqui a questão dos pontos fortes continua presente, pois os caminhos construídos para o atingimento das metas devem ser baseados, o máximo possível, nos talentos do coachee e em suas aplicações de forma intencional. Os pontos fracos também são trabalhados, mas em complementação ao foco nos pontos fortes e quase sempre com a intenção de controlar os danos que eles podem causar, eventualmente dificultando a ação das forças.

A aplicação do coaching no ambiente empresarial, quando contratado pela empresa, tem ainda uma particularidade: o estabelecimento dos objetivos deve ser legitimado pelos stakeholders envolvidos no projeto. Assim, é importante que o líder do coachee e frequentemente um profissional de RH, possam participar do estabelecimento das metas. A privacidade e confidencialidade nas sessões é inviolável, como em qualquer processo sério, embora possa haver reuniões entre os envolvidos da empresa contratante, mediadas pelo coach, para avaliar o progresso do coachee com relação aos objetivos acordados.

Vale lembrar ainda que o Coaching Baseado em Talentos pode ser utilizado tanto para ajudar o coachee a atingir um objetivo específico (como realizar uma tarefa ou projeto que ele não esteja conseguindo encaminhar com a proficiência que gostaria), quanto para desenvolver um conjunto de competências mais amplas que permitam a ele atingir a excelência no desempenho de uma função, desde que fique clara a constatação de que essa excelência foi atingida (para não correr o risco de transformar o coaching em uma atividade contínua e difusa).

Por fim, é importante que fique claro que o coaching, qualquer que seja ele — mas principalmente esse baseado em pontos fortes — não é uma forma eficiente de resgatar profissionais que já foram, de alguma forma, “condenados” pela organização e que estão tendo a sua “última chance” antes de serem dispensados. Esse instrumento é muito antes, um potencializador de virtudes e quando aplicado dentro dessa perspectiva tem as melhores condições de prosperar, satisfazendo os interesses de todos os envolvidos.

Entre em contato conosco para conhecer mais sobre o Coaching baseado em Talentos através do e-mail contato@ynner.com.br ou pelo telefone (19) 3709-1095.


Tags • Aptidão ciência dos pontos fortes CliftonStrengths CliftonStrengths Center coachee Coaching coaching baseado em pontos fortes coaching baseado em talentos gallup talent based coaching Talentos

Leia Também

Atitudes ou Aptidões Atitudes ou Aptidões [Dica de Livro] Descubra seus Pontos Fortes [Dica de Livro] Descubra seus Pontos Fortes Leader Coach Leader Coach Suor ou Talento? Suor ou Talento?

Comentários


BUSCA

Receba nossos conteúdos por e-mail: